Olá!

Bem estamos a conseguir fazer furor com a experiências dos noivos corajosos, falam pouco mas falam bem.

Percebemos que os noivos afinal também passam por situações bem complicadas e stressantes e que abafam o que sentem.

Hoje não é diferente, a duas semanas do casamento com uma amigdalite e tudo o que ela tem direito no pacote, como superar? Conhece toda a experiência do Adilson.

 

A primeira dança

Conheci-a durante o casamente do meu grande amigo, no qual eu era padrinho ela também lá estava, éramos apenas conhecidos colegas de universidade, no decorrer da festa por longos períodos conversamos mas só a chamei para dançar na ultima música que foi colocada naquela noite, foi por pouco…dançamos e ela estava nervosa “sabes que fazemos anos no mesmo dia e mês?” disse ela de imediato.

Daquele momento em diante conhecemos-nos, e namorámos num período total de três anos.

O pedido

 

O meu pedido de casamento foi algo tão simples, disse apenas “é contigo que quero casar”, ambos sabíamos que era para vida toda, não era apenas um namoro, não era uma tentativa com expectativa de erro, era uma convicção expectante de grande alegria que no futuro iríamos casar.

Os preparativos

Procurei estar presente em tudo, o nosso orçamentos era reduzido, então junto com mais alguns amigos fizemos os convites, ficou perfeito.

No decorrer dos dias eu aguardava pela documentação do consultado de Angola em Portugal, para poder avançar com a papelada para poder casar.

Cometemos o erro de marcar a data primeiro sem ter o documento, mas adivinhem o documento saiu no tempo certo.

Mas tempo é algo que pouco sobrava, o lugar marcado para o copo de água tinha as semanas preenchidas mas tudo ficou resolvido para o nosso dia, a isso acrescentaria o fato que naquela altura estava muito difícil encontrar um imóvel, situação que ficou resolvida uma semana antes do grande dia.

 

A ultima semana

 

Nas últimas duas semanas adoeci, na primeira ocasião, dois dentes do siso cresciam causando febre e dor de cabeça constante.

Na semana seguinte amigdalite e a sua bagagem “febre alta” ambos problemas resolvidos com a devida medição respectivamente.

Não fui abaixo porque sei que ela não iria, porque em muitos momentos ela segurou as pontas, então lá estava eu com todo charme possível vestido de noivo, depois de ter atrasado 30 minutos, o pai dela ligou-me, acho que pensou que eu tinha desistido, mais isso é história para outra ocasião…kkkkkk

 

O dia C

 

A festa foi muito bonita, casei com uma mulher lindíssima e a amo muito.  Ela costuma perguntar se casaria novamente, eu digo apenas no cívil o resto da muito trabalho, o momento que mais aguardava era o final da festa.

Porque finalmente iríamos descansar, porque a actividade cerebral e física foi intensa nos últimos meses, mas valeu a pena. voltaria a casar com ela mil vezes, mas apenas no cívil😂😂😂🤣🤣🤣