No último post falámos sobre a cozinha. Este grande tema, que deu para saber muitas opiniões, e muitas coisas curiosas também. Na verdade, o tempo e a prática são os nossos maiores aliados. Mas não pude deixar de lado, um dos comentários feitos, por uma leitora do blog:

Cozinhar já cozinho, a um tempo para minha família, mas por sermos de países e cultura um pouco diferente, meu futuro esposo gosta de algumas comidas que ainda não sei, rsrsrs.
Mas com certeza vou me recorrer a minha sogra.
Obrigada pela dica.” Cinthia Marques

Aqui percebo que a Cinthia, já prevê o desafio que terá pela frente e já sabe a quem recorrer, para minimizar as dificuldades. Um grande passo é quando temos a noção do desafio que nos espera, só assim estaremos dispostas a enfrentá-lo, ao invés de fugir ou emburrar.

Percebo o lado positivo deste desafio, conhecer e aprimorar os dotes de cozinha, com o objetivo de agradar e surpreender a nossa cara metade, desta forma, não posso deixar de lado o comentário da minha linda sogra:

”  (…)Todo o marido sente-se orgulhoso da esposa saber cozinhar, para se gabar diante dos amigos ou até da própria família. (…)” Marcelina Brito

Eu também enfrento este mesmo desafio, o meu esposo é guineense e ainda hoje descubro novas coisas, sobre a sua cultura na cozinha. Busquei aprender com a minha sogra mas ainda não me desafiei muito nesta área, mas vou começar kakakaka.

Ainda gosto de pensar no conforto de uma visita a casa da minha sogra, poder saborear os manjares da terra, mas sei que logo logo, tenho que começar a praticar mais, daí surgir a nova categoria brevemente no Blog dedicado à culinária de diferentes países. Desde já coloco-me a disposição, para ser desafiada, por vocês com receitas de outros países. Alguma sugestão? Irei partilhar convosco o resultado.

Aproveito ainda para partilhar o meu começo pela culinária da guiné, chamam-lhe donetes, são optimos e práticos. Querem a receita?